sexta-feira, 23 junho, 2017
Capa » Dicas de Nutrição » Nutrição “Made in USA”. Sorria você está sendo enganado
Dilatex - Power Supplements
Nutrição “Made in USA”. Sorria você está sendo enganado

Nutrição “Made in USA”. Sorria você está sendo enganado

Estou assustado ao ver gente fazendo dieta com pessoas que moram no exterior! Em primeiro lugar, aqui no Brasil prescrever dietas sem a devida habilitação seria exercício ilegal de profissão, tipificado no artigo 47 da Lei de Contravenções Penais. Mas, independente da discussão jurídica, acho que a discussão técnica é muito válida!

A pergunta é: essas pessoas têm competência para prescrever dietas? E a resposta é NÃO. Mostrar certificações em Associações Profissionais é um argumento que beira o ridículo! Associações como o American Council on Exercise (ACE), American Fitness Professional & Associates (AFPA), International Sports Sciences Association (ISSA) têm certificações em “Qualquer Coisa Nutrition” que não exigem formação acadêmica e habilitam a “dar conselhos” sobre alimentação. Para consegui-las, paga-se cerca de 400 dólares e se recebe um uma apostila (ou livro) e umas aulas gravadas em áudio ou vídeo. Depois disso, você tem 6 a 8 meses para fazer, em casa e com toda ajuda que precisar, uma prova de múltipla escolha com cerca de 60 questões!

Me diga, você acha certo confiar sua alimentação a uma pessoa que estudou um semestre, leu uma apostila, assistiu um punhado de vídeo aulas e acertou meia dúzia de questões de múltipla escolha???

Nutrição made in USA

Por curiosidade, nos EUA qualquer um pode usar o termo “nutritionist”. O termo legalmente protegido é “dietitian”. Para obtê-lo, deve-se passar por um processo rigoroso, que inclui formação universitária, centenas de horas de prática supervisionada, prova específica e exigência de educação continuada, algo mais próximo dos nossos nutricionistas.

Além da titulação inexistente, muitos estão sendo enganado por fotos antes e depois (que também não são permitidas por aqui, diga-se de passagem) que mostram resultados irreais, resultados que nitidamente foram obtidos por uso de substâncias ilícitas. Tanto que constantemente recebo relatos de pessoas que tentaram seguir as orientações, se encheram de suplementos, aspargos, frango, pipoca, batata, etc e não chegaram nem perto dos resultados prometidos.

As pessoas estão entregando sua saúde a aventureiros que fizeram cursos à distância! Pelo amor de Deus, ACORDEM! PS: Não sou nutricionista e nem estou preocupado com reserva de mercado! Sou apenas alguém que estudou formalmente por 14 anos (1 graduação, duas pós, 1 mestrado e 1 doutorado) e se preocupa com a saúde das pessoas.

Fonte: http://goo.gl/WFYSds

Sobre Paulo Gentil