sábado, 24 junho, 2017
Capa » Dicas de Treino » Exercícios que não valem a pena
Mrs Dash
Exercícios que não valem a pena

Exercícios que não valem a pena

Minha publicação anterior (clique aqui) foi sobre o mito dos melhores exercícios. É muito difícil afirmar quais são os melhores exercícios para determinado grupamento muscular, mas é possível estabelecer, por meio de critérios objetivos, alguns que não valem a pena. Nesse sentido, merecem destaque pela sua baixíssima qualidade e péssima aplicabilidade os exercícios de isolamento de glúteos, especialmente os de caneleira em quatro apoios. O próprio conceito de exercícios de isolamento já é furado, como já coloquei por aqui. Publiquei um artigo sobre o tema no site do GEASE (http://www.gease.pro.br/artigo_visualizar.php?id=230). O resumo é que o glúteo é mais bem trabalhado com cargas altas e grandes amplitudes e os exercícios de isolamento não permitem esse trabalho. Os dois últimos parágrafos do texto que escrevi:

Existem também fortes evidências práticas que deixam clara sua falta de necessidade. Por exemplo, atletas de ambos os sexos, como velocistas, saltadores e levantadores de peso atingem os maiores volumes de glúteo que se pode encontrar entre os seres humanos e treinam basicamente com exercícios complexos. Ou será que alguém consegue imaginar o Ben Johnson, Usain Bolt, Yelena Isinbayeva, Ana Claudia Lemos, Keila Costa ou Maurren Maggi, treinando em quatro apoios com uma caneleira na perna??

Enfim, diante das evidências teóricas e práticas que apontam para a ineficiência, e até mesmo do potencial efeito negativo, dos exercícios em isolamento para glúteos, em especial os realizados com caneleiras, recomenda-se que os mesmos não sejam utilizados pelos praticantes de musculação que buscam melhorar a estética e a função dessa musculatura. Dessa forma, os praticantes de musculação podem poupar tempo e obter melhores resultados eliminando tais movimentos de seus treinos.”

É isso pessoal! É importante pararmos de agir por inércia e começarmos a repensar nossas atitudes. Um mentira repetida mil vezes não se torna verdade. O fato de algo ser feito por muita gente há muito tempo não significa que seja bom. A coisas mudam! Ou será que a ciência não nos trouxe nada novo nas últimas décadas??

É hora usarmos nossa análise crítica e inteligência para romper o ciclo vicioso da reprodução cega dos comportamentos anteriores.

Referência: http://goo.gl/9ZXpFl

Sobre Paulo Gentil